Links de acessibilidade

Este tema de discussão foi arquivado - respostas não são permitidas.

Você acha que o conceito de raça ainda faz sentido no Brasil?

Pesquisas genéticas recentes mostram um intenso grau de miscigenação no povo brasileiro.

Essa mistura intensa faz com que para muitos o conceito de raça não faça mais sentido no Brasil, pois uma pessoa considerada preta pode ter a mesma composição genética de um "branco" e vice-versa.

Muitos geneticistas já evitam inclusive falar em raça, preferindo utilizar conceitos geográficos continentais para agrupar os cidadãos. Eles alegam que o conceito racial carrega conotações políticas e ideológicas que por muitas vezes criam profundas diferenças sociais.

Mas há quem acredite que a classificação ainda é válida.

O conceito ainda é utilizado como categoria sociopolítica. O IBGE, por exemplo, divide a população brasileira em pretos, brancos, pardos, indígenas ou amarelos.

E o que você acha? o termo raça deve ser ainda utilizado para definir as características de um certo grupo na sociedade?

Publicado: 28/Mai/2007 12:14 GMT

COMENTÁRIOS

Número de Comentários:442

Os comentários aparecem em ordem cronológica.

Enviado: 23/Set/2007 18:47 GMT

O termo raça será usado para sempre. É um absurdo usar a etnia e descendência de uma pessoa como critério para obter vantagens para conseguir um trabalho ou vaga nas universidades. Se este critério continuar a ser usado no Brasil, o governo deve com rapidez providenciar este exame de dna para comprovar a porcentagem genética de cada cidadão, assim todos terão seus "direitos" assegurados.

Marcia São Paulo

Recomendado por 0 pessoas

Quer reclamar deste comentário?

Enviado: 22/Set/2007 19:37 GMT

Acredito que a cor da pele deveria somente ser usada como referencia para a localização de pessoas desaparecidas ou "procurados" em geral. Essa questão de raça não é mais pertinente e, a cada ano que passa, passará a ser menos ainda, uma vez que daqui a uns 100 ou 150 anos o numero de pobres estará tão grande que não serão somente os de pele escura a entrar na cota reservada para as universidades ou os a serem considerados "marginalizados" pela sociedade.

joão sbc

Recomendado por 0 pessoas

Quer reclamar deste comentário?

Enviado: 15/Set/2007 3:05 GMT

Não acredito que a classificação por "raças" deva continuar a ser utilizada, para, por exemplo, auxiliar às pessoas de cor por meio do sistema de cotas. É com muito esforço que se chega ao ensino superior; mas, agora, estudantes que teriam maior base intelectual para cursarem determinado curso são literalmente segregados a fim de que outros ocupem seus lugares, não porque tiveram maior mérito, mas na condição de serem de outra "raça"? Que valores são esses que se instalaram no nosso país?

Ana Maria Curitiba/PR

Recomendado por 0 pessoas

Quer reclamar deste comentário?

Enviado: 8/Set/2007 17:20 GMT

Se "raça" não é uma realidade biológica, é uma "realidade" social..., no imaginário das pessoas ela existe..., sempre existiu e produziu e produz estragos até hoje, sendo assim, enquanto alguém (branco ou que se ache branco) enxergar o "outro" como "racialmente diferente" e o discriminar, o recorte "racial" deverá ser mantido com o intuito de mensurar a discriminação e combatê-la com ações afirmativas específicas e não meramente universalistas.

Juarez silva Manaus

Recomendado por 0 pessoas

Quer reclamar deste comentário?

Enviado: 4/Set/2007 15:07 GMT

Preconceito no Brasil é econômico, não d raça. É contra o pobre.

Mas sempre vai ter um ou outro branco q vai rivalizar com um negro e atacar sua cor. Como do contrário tb já v.

Outro dia no noticiário mostrava um homem d aparência muito mais negra sendo preso por racismo contra uma mulher q seria no máximo pardo (ou morena, como se dizia antigamente). Parece brincadeira.

Integração passa por políticas q promovam a inclusão social e não d uma ou outra raça. Cotas raciais são racismo

Sandro Fernandes Rio de Janeiro

Recomendado por 0 pessoas

Quer reclamar deste comentário?

Enviado: 4/Set/2007 14:56 GMT

Movimento negro, cota racial. Tudo isso é absurdo importado de culturas nas quais não há a miscigenação brasileira.

Será que meu filho q é mais branco q muitos europeus vai ter q sofrer o efeito inverso (a vantagem agora é ser negro)?

E os outros 2 q são bem escuros, de fazer "inveja" à maioria dos q vejo nos movimentos negros? Vão ter vantagens de cotas?

Não vamos retroceder, o Brasil é 100% mistura e não 100% branco ou negro. Vamos incentivar o q o Brasil tem de bom, e não o rancor.

Alex Marques Juiz de Fora

Recomendado por 0 pessoas

Quer reclamar deste comentário?

Enviado: 3/Set/2007 1:33 GMT

É inacreditável ler essas considerações sobre raça. Quer dizer então que "raça não se aplica ao contexto brasileiro por causa da miscigenação". Gostaria, então, de perguntar em qual contexto o conceito de raça se aplica. Até onde sei, não há uma definição genética para essa idéia entre os exemplares do homem moderno. Só na literatura nazista isso existe (e outras correlatas). Alías, os nazistas e supremacistas devem estar rindo à toa ao verem validadas todas as suas argumentacões boçais.

Eurico Poggi Rio de Janeiro

Recomendado por 0 pessoas

Quer reclamar deste comentário?

Enviado: 31/Ago/2007 14:30 GMT

Acredito que no Brasil seja necessário esta classificação; branco, preto, pardo e amarelo, pois, as barreiras do preconceito racial são ainda muito grandes e aqui, o que define raça é a cor da pele, e nem mesmo o cabelo ser mais ou menos encaracolado é sinal de origem africana. Minha família tem a mistura de europeus, indígenas e negros, até onde eu saiba... e no entanto, entre meus irmãos alguns são considerados brancos e outros negros pela cor da pele.

Solange A. Cabral Silva São Paulo

Recomendado por 0 pessoas

Quer reclamar deste comentário?

Enviado: 28/Ago/2007 13:01 GMT

É INTERESSANTE SABERMOS DE ONDE VIEMOS, NOSSAS ORÍGENS DE NOSSO MAPEAMENTO GENÉTICO, MAS ISSO NÃO DEVE SER RELEVANTE AO PONTO DO NOSSO PAÍS CLASSIFICAR PESSOAS POR RAÇA, SERIA COMO MARCAR UM ANIMAL, TIRAR SUA PRÓPRIA IDENTIDADE, SEUS COSTUMES. JÁ QUE NOSSO PAÍS É CONHECIDO POR SUA REGIONALIDADE,ESSA DIFERENÇA, ESTA MISCEGINAÇÃO QUE FAZ DO NOSSO POVO BRASILEIRO ESPECIALMENTE INTERESSANTE!

nágila Indiara go

Recomendado por 0 pessoas

Quer reclamar deste comentário?

Enviado: 23/Ago/2007 16:58 GMT

O CONCEITO RAÇA E MUITO SUBJETIVO NA MAIORIA DOS PAISES DO MUNDO.COMO PODERIA DIZER QUE UMA PESSOA DEDETERMINADA COR,CORRESPONDESSE A TODO UM HISTORICO CULTURAL E GENETICO DE UMA RACA CORRESPONDENTE A ESTA COR!?SOMOS FRUTO DA MISCIGENACAO HUMANA,E E POR ISTO QUE NAO DEVEMOS ROTULAR NENHUMA PESSOA POR SUA COR.
HOJE O QUE TEMOS E DIFERENCA SOCIAL,AH SIM!
ESTA E MAIS VISIVEL DO QUE NUNCA!
SOMOS O PRODUTO DA MISTURA CULTURAL E GENETICA HUMANA!

CARLOS HENRIQUE BELO HORIZONTE Brasil

Recomendado por 0 pessoas

Quer reclamar deste comentário?

Enviado: 21/Ago/2007 14:24 GMT

Ñ existe raça negra, raça amarela etc.. Existe raça humana, as cores caracterizam alguns grupos da raça humana. É claro q essa distinção tem d continuar, ñ se pode dizer q um negro é branco ou vice versa, isso sim é preconceito.
Tentar branquear os negros na teoria não ajudará a diminuir o preconceito. Ele só acabará qdo tds tiverem consciência de q a cor de pele ou qualquer outra característica física ñ o faz pertencer à outra espécie e nem influencia seu caráter.

Josiane Curitiba

Recomendado por 1 pessoa

Quer reclamar deste comentário?

Enviado: 20/Ago/2007 2:28 GMT

Discriminar é do ser humano. Quando uma característica transmite a sensação de barreira à livre fluência do modo de vida ou cultura de um grupo social, certamente aquilo passa a ser discriminado. - A globalização poderá ser capaz de escalonar a barreira social do racismo. Poderá ser a redenção da humanidade rumo “ À TERRA PROMETIDA” ecológica e equilibrada, a Arca de Noé, com toda a grande família em harmonia. Pensemos positivo... . Assim, o conceito de raça não faz sentido no Brasil.

Jonas Recife

Recomendado por 0 pessoas

Quer reclamar deste comentário?

Enviado: 19/Ago/2007 22:14 GMT

Claro!Acho que sim! Afinal, somos um País continental, onde desde a colonização várias etnias formaram a "Raça-Brasilis". O Português colonizador, o índio que aqui vivia, o negro trazido como força de trabalho escravo. Essas Raças foram se miscigenando de uma forma, que alguns, consideram IGUALITÁRIA, coisa que discordo. Queiram os entendidos, ou não, não dá para se mudar NADA! Somos, efetivamente divididos como classifica o IBGE: Brancos, pretos, pardos indigenas ou amarelos!
Kim

kimbarros Três de Maio

Recomendado por 0 pessoas

Quer reclamar deste comentário?

Enviado: 18/Ago/2007 15:06 GMT

Não podemos fugir da realidade: Os "negros" Afro-Descendentes sempre foram e continuarão a ser discriminados neste país. Síntese: Os Afro-Descentes brasileiros não são discriminados pela raça, mas sim pela cor da pele.Não podemos esquecer as atrocidades que foram cometidas, neste país, contra todos os afro-Descendentes-Negros; Não podemos, também, negar que, no Brasil, existe um abismo socio-econômico entre as cores de pele, entre pobres e ricos e entre os sobrenomes nacionais e estrangeiros.

Francisco de Assis Salvador

Recomendado por 0 pessoas

Quer reclamar deste comentário?

Enviado: 17/Ago/2007 22:52 GMT

A RAÇA E'QUE E'HUMANA,DE VARIADAS CORES, CADA QUAL SE INTERAGINDO ENTRE SI.
A COR DESTE OU DAQUELE SER HUMANO,É O LADO EXTERNO DE UM ORGANISMO VIVO, QUE POSSUI OS MESMOS SENTIMENTOS E ASPIRAÇOES DENTRO UMA SOCIEDADE CHAMADA CIVILIZADA E PLURALIZADA.
DEUS CRIOU O HOMEM,A SUA IMAGEM E SEMELHANÇA OS CRIOU ,ASSIM DIZ A BIBLIA.

RUY M.RAMOS HYANNIS - MA -USA

Recomendado por 0 pessoas

Quer reclamar deste comentário?

Sites da BBC

Esta pgina melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora voc seja capaz de ver o contedo da pgina, no poder enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que voc instale um navegados mais atualizado, compatvel com a tecnologia.